Universidade Sénior arranca hoje

Em dia de arranque do novo ano letivo da Universidade Sénior é, também, inaugurada a nova sede da Associação Sénior Castrense. Situada na rua Alexandre Herculano, n.º 9, as novas instalações permitem aos seniores terem melhores salas de aulas e um espaço de convivio. A inauguração conta com uma visita à sede e com o espectáculo "Hora do Conto e da Palavra" com o contador de histórias Jorge Serafim.

 

A Universidade Sénior foi o destaque n'O Freguês do primeiro semestre de 2015. Recorde aqui as palavras de Natércia Duarte, presidente da Associação Sénior Castrense. 

----

Natércia Duarte, professora aposentada e presidente da direcção da Associação Sénior Castrense (ASC) desde a sua criação, fala-nos dos projectos que a ASC tem vindo a desenvolver.

COMO NASCEU A ASSOCIAÇÃO SÉNIOR CASTRENSE?

A Associação Sénior nasceu no dia 7 de maio de 2010, fruto da vontade de um grupo de pessoas, que pensou ser importante criar em Castro Verde uma associação que promovesse uma vida mais ativa para a faixa etária acima dos 50 anos.

QUE TRABALHO TEM SIDO DESENVOLVIDO PELA ASSOCIAÇÃO?

A ASC tem duas principais valências: a Universidade Sénior e o Coro Polifónico de Castro Verde. O ensino não formal num contexto de formação ao longo da vida e a partilha de conhecimentos são os principais objetivos da Universidade Sénior, que ao longo dos cinco anos de actividade, viu estabilizar a média do número de alunos inscritos por ano lectivo (100) e aumentar o número de professores voluntários de cerca de uma dezena no primeiro ano para trinta no ano lectivo que agora termina, diversificando assim a oferta formativa.

Neste último ano lectivo, os alunos da Universidade Sénior de Castro tiveram oportunidade de frequentar as disciplinas de Literatura, História, Desafios de Português, Inglês, Inglês-Conversação, TIC (seis turmas), Plantas Aromáticas e Medicinais, Sabores do Sul, Dicas para Viver Melhor, Um dia com a Natureza, Arraiolos, Pintura, Mexer com a Arte, Artes Decorativas, Costura, Zumba Gold e Viola Campaniça. 

Para além das aulas semanais existem outros projetos como é o caso da “Oficina de Sabores, que conta com a participação da comunidade e que tem como objetivo a partilha de conhecimentos na área da gastronomia. É exemplo disso as últimas oficinas em que Fernando Colaço, directamente de Pequim, via Skype, e a sua mãe, D. Antónia Colaço, aluna da Universidade, partilharam algumas receitas; ou a do Rui Matos, que ensinou alguns dos seus petiscos, ou a do Miguel Ângelo, jovem cozinheiro num dos restaurantes locais, que ensinou a fazer comida mexicana.

O outro projecto, que tem vindo a ser dinamizado desde o primeiro ano e é dedicado à História, chama-se “Viagem à Memória da Paisagem”. Como no início não conseguimos nenhum professor para lecionar esta disciplina, este projecto tinha como objetivo colmatar esta lacuna, levar os alunos a ter uma aula em locais com algo para contar e ter connosco alguém da área da História ou da Arqueologia. Neste contexto, já foram muitos os passeios históricos que fizemos. Já percorremos o concelho de Castro Verde e Almodôvar, já fomos a Miróbriga, ao Forte da Ilha do Pessegueiro, a S. Cucufate, à Mina de S. Domingos, a Sines, a Lisboa, entre muitos outros. Connosco têm colaborado historiadores e arqueólogos como Miguel Rego, Cláudio Torres, Santiago Macias, Samuel Melro, Manuela de Deus, Rui Santana… E apesar de há dois anos para cá termos a disciplina de História na nossa carga horária semanal, nunca abandonámos o projecto das “viagens à memória”, pois ele tem ajudado a incentivar o interesse das pessoas por esta área do saber. De tal maneira que este ano tivemos a satisfação de ter inscritos na disciplina de História 49 alunos, o que pensamos ser um caso único em Universidades Seniores de pequenas vilas como a nossa”.

QUEM PODE SER ALUNO DA UNIVERSIDADE SÉNIOR?

Podem inscrever-se como alunos da Universidade Sénior todas as pessoas a partir dos 50 anos que, mediante o pagamento de uma propina de 5€ mensais, podem frequentar todas as disciplinas que fazem parte do horário semanal. Mas, para se ser sócio da associação e participar neste projeto associativo, só é necessário ter mais de 18 anos e pagar 1€ por mês de quota. Os sócios podem participar em todas as atividades complementares que a ASC organiza, e que são muitas, como por exemplo as visitas de estudo, os workshops, as oficinas, as palestras …

ONDE FUNCIONA A UNIVERSIDADE SÉNIOR?

A Associação tem a sua sede numa casa cedida pela Somincor. Mas devido ao espaço ser demasiado pequeno para desenvolver todas as suas actividades tem também usado instalações cedidas pela Câmara Municipal, pelo Agrupamento de Escolas e pelos Bombeiros Voluntários. Mas falta-nos um espaço onde as pessoas possam conviver, ler um livro ou uma revista, partilhar opiniões, onde se possam sentir “na escola”. Há alunos que vêm às aulas que decorrem na sede, outros que só vão às aulas que decorrem na Biblioteca, ou no Fórum Municipal, ou na Escola Secundária e muitos deles não se encontram ao longo do ano. Esse encontro entre todos só acontece na festa de encerramento do ano lectivo, que este ano terá lugar no dia 25 de Junho e onde haverá um jantar partilhado, uma exposição de trabalhos dos alunos e bastante animação, como tem acontecido em anos anteriores.

QUE FUTURO PARA A ASSOCIAÇÃO SÉNIOR CASTRENSE?

Não gosto de fazer projectos a longo prazo mas espero que a Universidade Sénior vá trilhando o seu caminho, que vá crescendo, que vá fazendo seniores mais felizes e participativos… Pode até não crescer em número de alunos mas gostaria muito de a ver crescer como um espaço de partilha de conhecimentos e amizade. 

.: